Um chicletão na praça Agripino Grieco

esculturachiclete_agripinogrieco

Passei por essa escultura da foto no último domingo na praça Agripino Grieco. O chiclete gigante é parte da exposição Problemão, que quer mostrar como em grande quantidade o lixo pequeno pode ser um baita incômodo no dia a dia. Há mais três esculturas em outros bairros da cidade: uma guimba de cigarro na Cinelândia, no Centro; um copo de café derramado na praça Antero de Quental, no Leblon, Zona Sul; e um canudo no calçadão de Bangu, Zona Oeste do Rio.

A exposição, inaugurada em 5 de setembro, é uma criação do movimento Rio Eu Amo Eu Cuido, que atua em três eixos: limpeza urbana, comportamento no deslocamento e preservação e conservação dos espaços públicos. Para esse trabalho de intervenção na paisagem urbana com a instalação das esculturas gigantes representando lixo, o movimento tomou como base dados da Comlurb. De acordo com a Companhia Municipal de Limpeza Urbana, guimbas de cigarro, copos descartáveis, chicletes e canudos são justamente os itens mais difíceis de serem recolhidos pelos garis, quando descartados de forma inadequada.

Além disso, o descarte irregular de objetos pequenos — com volume de até1m3 — nas ruas é causador de cerca de 65% das multas aplicadas pelo Programa Lixo Zero, da Comlurb. O valor da penalidade para quem joga esse tipo de lixo no chão é de R$ 185.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s